contato@diasemelo.adv.br

BH (31) 3568-3378 / 98478-8704

SP (12) 3901-7232 / 3322-0544

O passo a passo para conseguir o PPP

Por:diasemelo
Tá na hora de aposentar.

17

out 2018

Se você não souber o passo a passo para conseguir o PPP – Perfil Profissiográfico Previdenciário, sua aposentadoria pode estar comprometida. O PPP, junto com o Laudo Técnico das Condições Ambientais do Trabalho (o famoso LTCAT), são os documentos mais utilizados na aposentadoria especial.

Infelizmente, só na hora de pedir a aposentaria é que os trabalhadores lembram do PPP. Ele é uma ótima prova da atividade especial (exposição a agentes que prejudicam a saúde e integridade física) para o INSS.

Com o início do Processo de aposentadoria, muitos trabalhadores lembram que trabalharam, num passado distante, em uma empresa que, hoje, está falida. O que fazer, então?

Em primeiro lugar, jamais faça a aposentadoria de qualquer jeito. Lembre-se de que a aposentadoria é para o resto da vida. E ninguém quer receber o valor errado para sempre, né? Para saber mais sobre como evitar erros na hora de se aposentar, sugiro a leitura desse artigo.

Antes de continuar a leitura, sugiro que você leia o artigo sobre o passo a passo da aposentadoria especial. É só clicar aqui.

Nesse artigo você vai aprender 04 dicas para conseguir esses 2 documentos mesmo que as empresas estejam falidas.

O passo a passo para conseguir o PPP

DICA 01

O primeiro passo é descobrir se a empresa está, de fato, falida. Para isso, faça uma pesquisa no google com os dizeres “consulta cnpj” e acesse o site da Receita Federal que aparecer como resultado desta pesquisa.

Ao entrar no site, você verá uma tela com um campo para preencher o CNPJ da empresa.

Preencha o campo corretamente e você será direcionado para uma página que terá as informações da empresa. No último campo será possível verificar a situação da empresa.

A indicação “baixada” é um indício de que a empresa está, de fato, falida.

 

DICA 02

Caso você não consiga o endereço, telefone e e-mail da empresa falida ou até mesmo não consiga realizar o contato com o responsável legal da empresa para exigir o PPP e o Laudo, há outra saída.

 

Envie uma uma carta registrada para o endereço da empresa que está na anotação em sua Carteira de Trabalho, para comprovar, junto ao seu Sindicato e ao INSS, que a empresa encerrou suas atividades.

 

DICA 03

Com o retorno da carta registrada, vá ao sindicado da classe dos trabalhadores a que pertencia quando trabalhou na empresa e faça as seguintes perguntas:

  • Existe PPP ou laudo técnico da empresa falida nos arquivos do sindicato?
  • O sindicato sabe informar quem é o responsável legal pela massa falida?
  • O sindicato emite declaração ou PPP para os trabalhadores apresentarem ao INSS, na hipótese de empresas falidas?

 

DICA 04

Se você seguir todas as 3 dicas anteriores e, mesmo assim, não conseguiu o PPP e Laudo, vá até o INSS mais próximo, leve a pesquisa que você fez no site da Receita Federal e a Carta Registrada e solicite ao servidor do INSS que realize uma pesquisa externa para comprovar que desempenhou suas atividades em condições prejudiciais à saúde e integridade física.

A pesquisa externa está prevista na legislação do INSS. Portanto, o servidor do INSS não pode negar esse serviço a você.

Por fim, lembre-se de que se você trabalhou exposto a risco à saúde, integridade física e à vida, por 15, 20 ou 25 anos, é possível obter a aposentadoria especial ou a conversão do tempo especial em comum.

Essa dica é importante pois é possível se aposentar mais cedo. Se você quiser saber mais sobre a aposentadoria especial, sugiro a leitura desse artigo.

Se você ficou com dúvidas, entre em contato com a gente. Será um prazer te ajudar.

 


Compartilhe:


SP - Av. Cassiano Ricardo, 601 - Parque Res. Aquarius, São José dos Campos/SP
BH - Rua das Canárias, nº 50, Loja 03, Santa Amélia, Belo Horizonte/MG

SP (12) 3901-7232 / 3322-0544

contato@diasemelo.adv.br